Inscrição
Você adicionou a sua lista de inscrição.
Acrescentar outra inscrição! Prosseguir a inscrição!
X

Contato:

Aguarde, enviando contato!

Espaço Konsenti - Clínica de Psicologia, Psiquiatria e Coaching

Rua Alberto Folloni, 1088 | Curitiba | +55 (41) 3117-4546
☰ MENU

Por que aprender a aprender é tão importante nos dias de hoje no mercado de trabalho?

Você gostaria de ver seu filho como um adulto bem sucedido profissionalmente no futuro?

|| Por Admin Work Control

|| dia

|| em Blog

Por que aprender a aprender é tão importante nos dias de hoje no mercado de trabalho?

Você já percebeu que nosso ensino regular não nos ensina a como estudar?

A escola foca muito em passar cada vez mais conhecimento e conteúdo, mas não nos ensina a melhor forma de aprender com eficiência. É como se acumulássemos as melhores ferramentas do mundo, mas não soubéssemos como utilizá-la!!

E como é a forma mais eficiente de aprender? Cada pessoa aprende melhor de um jeito, mas no geral, é aquela que permite que o conhecimento aprendido hoje se mantenha o máximo de tempo possível na sua cabeça para que quando precise no dia a dia profissional, esteja na ponta da sua língua e te permita resolver os problemas e assim você consiga construir credibilidade na sua profissão.

Assim, nesse artigo, vou explicar porque aprender a como estudar é tão importante nos dias de hoje.

Vamos lá!

Em primeiro lugar, acredito que não seja novidade para ninguém, mas, nos dias de hoje, o conhecimento é uma das ferramentas mais valiosas no mercado de trabalho. As empresas e os profissionais que param de se atualizar, simplesmente ficam pra trás e perdem espaço para a concorrência. Na área da tecnologia, por exemplo, em dois anos o conhecimento de um sistema pode se tornar obsoleto. É por isso que o profissional da tecnologia precisa estar sempre aprendendo novos sistemas para poder se manter no mercado.

Em segundo, num mercado de trabalho cada vez mais competitivo e complexo, com um número cada vez maior de profissionais qualificados e com problemas cada vez mais difíceis de serem resolvidos, a falta de estudo limita demais nossas possibilidades profissionais. Pense num psicólogo que recebe uma criança com dificuldade de aprendizagem. Para que ele consiga encontrar os fatores causais do problema e propor uma intervenção efetiva, ele precisa ter muitos conhecimentos técnicos diversos (como psicologia do desenvolvimento, neuropsicologia, transtornos do desenvolvimento) e habilidades (empatia, jeito com crianças, habilidades sociais, capacidade de se comunicar oralmente) que precisam estar na “ponta da língua”, senão, ele perde o paciente. E isso vale pra qualquer área competitiva que o profissional deseje se destacar ou pelo menos sobreviver.

Outro argumento a favor do estudo é que temos cada vez mais tarefas a fazer, cada vez mais complexas que precisam ser realizadas no menor tempo possível, com a maior eficiência possível. O cérebro é como um músculo, quanto mais o usamos, maior capacidade cognitiva ele terá. Por outro lado, quanto menos você o usa, mais atrofiado ele fica. Imagine que você é um analista de sistemas e que para ser promovido precisa aprender no menor tempo possível como funciona um sistema que você nunca utilizou. E aí? Será que você dá conta? Nessas horas geralmente utilizamos os métodos que conhecemos. Mas não seria mais fácil se usássemos os métodos mais eficientes? Assim ganhamos tempo!

Outro exemplo, imagine que você trabalha com conserto e manutenção de celulares e diante de você aparece uma marca de celular diferente que você nunca trabalhou antes, com um defeito que também nunca viu antes. Digamos que você tenha o prazo de 3 dias para entregar para o cliente. Que estratégias você utilizaria para descobrir a causa do problema? Será que conhecer as melhores técnicas de resolução de problemas a partir dos estudos da neurociência não te daria muito mais vantagens do que seus concorrentes que ainda aprendem por tentativa e erro?

E por fim, um último exemplo. Você recebe a oportunidade de ir trabalhar numa filial chinesa da sua empresa, com o cargo de gerente. Porém você não sabe absolutamente nada de chinês e seu inglês está bastante enferrujado. Então, por questão de sobrevivência, você tem que aprender pelo menos o básico do chinês, no menor tempo possível. E então, como você faz? Apela para os métodos tradicionais de tentar decorar ou usa os métodos mais eficientes como flashcards para decorar vocabulário?

Em todo e qualquer contexto em que precisamos aprender algo novo, a pessoa que conhece os princípios da aprendizagem tem vantagens. Os princípios da aprendizagem envolvem: “Como que eu aprendo melhor?”, “Como o cérebro aprende?”, “Quais os métodos de organização mais eficientes?”, “Quais as técnicas de estudo mais eficazes para aprender novos idiomas?”, “Quais as melhores técnicas de resolução de problemas” e assim por diante.

Em quinto, outro dado importante foi obtido por Barbosa-Filho e Pessôa (2008). Os autores pegaram dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD)  do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 1981 até 2004 e calcularam o quanto por cento cada ano de estudo aumenta o salário dos trabalhadores ao longo da vida. O PNAD é um órgão oficial do governo que pesquisa informações demográficas da população como idade, sexo, renda, educação, trabalho. Os autores usaram o cálculo Taxa Interna de Retorno (TIR) que subtrai a renda de cada trabalhador com os custos com a educação e com o dinheiro que este poderia estar ganhando se estivesse trabalhando ao invés de estar estudando. Em português, isso significa que o estudo mostra o quanto do salário aumenta a cada ano dedicado de estudo formal no Brasil!

Todo mundo sabe, no senso comum, que estudar aumenta gradualmente o salário que podemos obter. Mas esse estuda mostra, com muita propriedade e de maneira objetiva, o quanto cada ano de estudo aumenta nosso salário médio.

Em média, para cada ano de estudo formal no ensino fundamental, a renda aumenta em 13,7% em relação à renda inicial. No ensino médio, para cada ano de estudo a renda aumenta 19,1%!!! Imagine agora o quanto uma faculdade aumenta no seu salário a longo prazo?

Outra vantagem de saber como estudar é que quanto mais estudo temos, melhores os empregos que podemos ocupar. Isto é, quanto mais conhecimento e habilidades você tem, mais único você é para o mercado de trabalho. E quanto mais único, mais complexos os problemas que você é capaz de resolver. E quanto mais valor você tem ao mercado de trabalho, maior o salário que o mercado de trabalho estará disposto a te dar. Por outro lado, quanto menor a sua qualificação, mais pessoas existirão que poderão fazer o que você faz. É por isso que um professor universitário ganha mais que um empacotador de supermercado. Portanto, quanto mais qualificado e único você, mais opções de trabalho você terá (Maryotto (2015).

Entende agora a importância de aprender a aprender? Entende a importância de saber como você aprende melhor e de entender os princípios de como o cérebro aprende e assim se tornar dono do seu próprio processo de aprendizado?

É por isso que defendo que quanto antes nossos estudantes aprenderem isso, mais vantagem terão no mercado de trabalho no futuro e maiores chances de serem adultos bem sucedidos e realizados.

Portanto, retomando a pergunta inicial:

Você gostaria de ver seu filho como um profissional bem sucedido no futuro?

Então que tal se ele começar a aprender essas habilidades desde cedo? Por que não agora mesmo?

 

Qualquer dúvida entre em contato conosco! Nosso telefone é (41) 3117-4546 | e-mail: contato@espacokonsenti.com.br

 

Diego Maciel Lima – CRP 08/20765

Psicólogo do Espaço Konsenti

Olá , deixe seu comentário para Por que aprender a aprender é tão importante nos dias de hoje no mercado de trabalho?

Enviando Comentário Fechar :/