Inscrição
Você adicionou a sua lista de inscrição.
Acrescentar outra inscrição! Prosseguir a inscrição!
X

Contato:

Aguarde, enviando contato!

Espaço Konsenti - Clínica de Psicologia, Psiquiatria e Coaching

Rua Alberto Folloni, 1088 | Curitiba | +55 (41) 3117-4546
☰ MENU

A importância da amizade ao longo da vida

A amizade é um relacionamento social voluntário de afeto e carinho de uma pessoa por outra, existindo um sentimento de lealdade e proteção.

|| Por Admin Work Control

|| dia

|| em Blog

A importância da amizade ao longo da vida

Ela pode existir entre homens, mulheres, namorados, familiares, pessoas com diferentes vínculos.

A amizade não necessita ser entre pessoas semelhantes, com os mesmos anseios e ambições, na verdade são essas diferenças que muitas vezes as unem. A amizade tem a função de acrescentar ao outro informações, experiências, momentos ou apenas dividir sentimentos.

Ao longo de toda a vida amigos estão presentes e desempenham um papel importante em cada momento de nossas vidas.

Crianças pequenas brincam lado a lado, mas é apenas a partir dos 3 (três) anos que elas realmente começam a ter amigos e com eles aprendem a se relacionar e a se colocar no lugar do outro. Para crianças entre 4 (quatro) e 7 (sete) anos, os aspectos mais importantes da amizade são: gostar, se preocupar e ajudar um ao outro, fazer coisas juntas e compartilhar coisas.

Conforme as crianças vão crescendo e amadurecendo cognitivamente, a forma de amizade vai mudando, tornam-se um pouco mais profundas, estáveis e começam a considerar a opinião dos outros. Neste momento eles aprendem a cooperar e a se comunicar, as brigas, que estão sempre presentes, auxiliam a aprender a resolver conflitos.

Chegando a adolescência, a importância e a intensidade da amizade aumenta significativamente; o tempo dedicado aos amigos pode ser maior do que em qualquer outro momento da vida. Existe um amadurecimento cognitivo e emocional, e neste momento, são capazes de expressar seus sentimentos e pensamentos particulares, e podem, com maior facilidade, perceber também os sentimentos e pensamentos do outro e assim entender o seu ponto de vista.

Ainda nesta fase, existe uma maior necessidade de afastar-se dos gostos e vontades dos pais e aproximar-se dos amigos; no grupo encontram uma fonte de afeto, acolhimento, compreensão e um ambiente onde podem explorar seus sentimentos, desejos e vontades, e a partir disto definir sua identidade e validar sua autoestima.

No início da vida adulta, o número de amigos e o tempo passado com eles costuma diminuir e elas podem ser mais instáveis do que em outros períodos da vida em virtude das grandes mudanças que podem ocorrer neste período, tanto no que diz respeito à rotina, como possíveis mudanças de cidade por conta de um novo trabalho ou estudo; ainda assim muitos jovens conseguem manter algumas amizades à distância de qualidade e com comprometimento.

Neste período, as amizades costumam girar em torno do trabalho e na troca de confidências e conselhos. Para os jovens adultos, a amizade é importante no sentido de gerar um bem-estar, diminuição do estresse e apoio emocional.

Na meia-idade, o círculo social torna-se menor e mais íntimo, e a qualidade da amizade compensa a falta de tempo. Nesta fase, a amizade persiste como forma de apoio emocional e bem-estar, principalmente em momentos de crise, como divórcio ou problemas de saúde.

A amizade assume um papel de grande importância para o idoso, os que tem um círculo ativo de amigos tendem a ser mais felizes e saudáveis; quem tem para quem confidenciar seus pensamentos e sentimentos e sabem conversar sobre suas preocupações e sofrimentos, lidam melhor com as mudanças do envelhecimento.

As pessoas mais velhas gostam de passar mais tempo com os amigos do que com a família, visto que com os amigos as conversas giram em torno no prazer e do lazer, enquanto que com a família costuma ser sobre as necessidades diárias e sobre as tarefas. Os amigos são fontes de distração e a família prove segurança e apoio emocional.

Como vimos amigos estão presentes em todos os momentos de nossa vida e são de grande importância em nosso desenvolvimento, bons amigos nos tornam pessoas mais saudáveis, menos estressadas e mais alegres; então cultive as amizades que estão ao seu lado e faça florescer novas amizades, não tenha medo de se aproximar de pessoas com as quais se identifique ou que gerou algum tipo de sentimento positivo. Cada novo amigo é mais um ponto de apoio positivo em sua vida.

Referência

PAPALIA, D. E.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento Humano. 12ª Ed. Porto Alegre: AMGH Editora, 2013.

Para mais informações, entre em contato conosco ou ligue para (41) 3117- 4546 / (41) 99165-4545 e agende sua consulta com nossos especialistas.

Márjoli Andressa Grande
CRP 08/22234
Psicóloga

Olá , deixe seu comentário para A importância da amizade ao longo da vida

Enviando Comentário Fechar :/