Inscrição
Você adicionou a sua lista de inscrição.
Acrescentar outra inscrição! Prosseguir a inscrição!
X

Contato:

Aguarde, enviando contato!

Espaço Konsenti - Clínica de Psicologia, Psiquiatria e Coaching

Rua Alberto Folloni, 1088 | Curitiba | +55 (41) 3117-4546
☰ MENU

Saúde mental: psicoeducação e diagnóstico empresarial

Segundo a Organização Mundial de Saúde, no Brasil existem quase 40 milhões de pessoas com problemas mentais, 5 milhões dos quais são casos moderados a graves.

|| Por Admin Work Control

|| dia

|| em Especialidades

Saúde mental: psicoeducação e diagnóstico empresarial

A depressão atinge 16% da população. Doenças da ansiedade, como as fobias, a síndrome do pânico e o transtorno obsessivo-compulsivo, atingem cerca de 15% das pessoas. O consumo abusivo de álcool, além de causar boa parte dos acidentes de trânsito e inflamar situações de violência, pode levar ao alcoolismo, problema que atinge 9% dos brasileiros. Estes problemas emocionais são a terceira causa de afastamento no trabalho elevando o absenteísmo. Dados apresentados em 2013 pela OMS mostram que a depressão irá, na próxima década, ultrapassar doenças cardiovasculares e o câncer.

Essas e outras alterações psíquicas, como o transtorno bipolar, a esquizofrenia, a anorexia, a compulsão por jogos e o mal de Alzheimer, além de terem um enorme custo humano, geram também um alto custo econômico. Em 2011, 211 mil pessoas receberam da Previdência Social o auxílio-doença devido a esses problemas.

Prejuízos desse tipo ocorrem no mundo inteiro. Os americanos deprimidos perdem 5,6 horas de produtividade no trabalho por semana, ou seja, aproximadamente 12 dias de trabalho por ano, entre ausências e redução no desempenho, um índice quase quatro vezes superior ao das pessoas sem depressão. Os distúrbios da mente consomem 6% do orçamento da saúde nos Estados Unidos e geram um custo total de 300 bilhões de dólares por ano. São a terceira condição médica mais cara para os americanos, segundo dados do NIMH, instituto do governo americano dedicado a pesquisas na área da saúde mental.

O custo dos benefícios por doença nos EUA é calculado em cerca de 15 bilhões de dólares por ano e o produto nacional bruto (PNB) do país poderia aumentar mais de 10 bilhões de dólares anualmente se o número de ausências ao trabalho por empregado ao ano pudesse ser diminuído em apenas um dia.

O absenteísmo é considerado um oneroso problema socioeconômico com que as organizações se deparam diariamente, resultando em perdas da produção, problemas causados pelo trabalho não realizado pelo ausente, convocação de substitutos ou a elevação dos custos de produção com o pagamento de horas-extras a outros funcionários e etc.

Além do absenteísmo, nos deparamos hoje também com outra dificuldade: o presenteísmo. Trabalho em ritmo insano, pressões ininterruptas, reclamações constantes da chefia, metas a serem atingidas e o medo de perder o emprego levam o profissional a aceitar tudo e mergulhar em uma atmosfera doente. Quieto, para não ser considerado inapto, o profissional prossegue e os problemas de saúde começam a aparecer. Ansiedade, depressão e o medo começam a provocar problemas físicos (taquicardia, hipertensão, dores de cabeça e insônia, por exemplo) que são sinais de que um transtorno mental pode estar instalado. Transtornos estes que irão afetar diretamente a produção e rendimento do funcionário.

A implementação de um programa de saúde mental pode ser uma ferramenta importante para a empresa lidar adequadamente não apenas com problemas de transtornos de comportamento, mas também com casos mais simples.

As ações podem ser pontuais, como a realização de visitas de psicólogos, nutricionistas e educadores físicos ao ambiente de trabalho, ou chegar até mesmo a programas de assistência integrada. Há a possibilidade de realizar a psicoterapia breve, grupos de apoio e encaminhamento á profissionais da área.

Objetivo do Projeto:

Informar aos funcionários quais são os transtornos mais comuns na sociedade hoje, ajudá-los a identificar os sintomas e informar quais são as redes de apoio de acordo com a necessidade.

Metodologia:

· Palestra para funcionários da empresa;

· Aplicação de avaliação;

Para se informar mais a respeito deste projeto entre em contato conosco por e-mail ou telefone!

Para mais informações, entre em contato conosco ou ligue para (41) 3117-4546 / (41) 99165-4545 e agende sua consulta com nossos especialistas.

Olá , deixe seu comentário para Saúde mental: psicoeducação e diagnóstico empresarial

Enviando Comentário Fechar :/