Inscrição
Você adicionou a sua lista de inscrição.
Acrescentar outra inscrição! Prosseguir a inscrição!
X

Contato:

Aguarde, enviando contato!

Espaço Konsenti - Clínica de Psicologia, Psiquiatria e Coaching

Rua Alberto Folloni, 1088 | Curitiba | +55 (41) 3117-4546
☰ MENU

Transtorno Bipolar

Todos nós temos alterações de humor, não somos uma constante, em alguns dias estamos mais tristes e em outros mais alegres.

|| Por Admin Work Control

|| dia

|| em Blog

Transtorno Bipolar

O que diferencia uma pessoa com Transtorno Bipolar daquela com as flutuações normais do humor é a intensidade destas oscilações.

De uma forma geral dá para dizer que os Transtornos de Humor Bipolares são um grupo de transtornos onde há alteração entre sintomas depressivos e de euforia (mania).

O transtorno bipolar afeta homens e mulheres igualmente e geralmente tem início entre os 15 e 25 anos. Existem ainda diferentes tipos de transtorno bipolar, são eles:

· Tipo I: Pessoas que apresentam pelo menos um episódio maníaco e períodos de depressão profunda;

· Tipo II: Pessoas que nunca apresentaram episódios maníacos completos. Em vez disso, elas apresentam períodos de níveis elevados de energia e impulsividade que não são tão intensos como os da mania (chamado de hipomania). Esses episódios se alternam com episódios de depressão;

· Ciclotimia: Uma forma leve de transtorno bipolar que envolve oscilações de humor menos graves. Pessoas com essa forma alternam entre hipomania e depressão leve;

OBS: As pessoas com transtorno bipolar do tipo II ou ciclotimia podem ser diagnosticadas incorretamente como tendo apenas depressão.

Sintomas do transtorno bipolar:

MANIA OU HIPOMANIA (sintomas similares, porém menos intensos):

· Distrair-se facilmente;

· Redução da necessidade de sono;

· Capacidade de discernimento diminuída;

· Pouco controle do temperamento;

· Compulsão alimentar, beber demais e/ou uso excessivo de drogas;

· Capacidade de discernimento diminuída;

· Sexo com muitos parceiros (promiscuidade);

· Gastos excessivos;

· Atividade em excesso (hiperatividade);

· Aumento de energia;

· Pensamentos acelerados que se atropelam;

· Fala em excesso;

· Autoestima muito alta (ilusão sobre si mesmo ou habilidades);

· Grande envolvimento em atividades;

· Grande incomodação (agitação ou irritação);

DEPRESSÃO:

· Desânimo diário ou tristeza;

· Dificuldade de se concentrar, de lembrar ou de tomar decisões;

· Perda de peso e perda de apetite;

· Comer excessivamente e ganho de peso;

· Fadiga ou falta de energia;

· Sentir-se inútil, sem esperança ou culpado;

· Perda de interesse nas atividades que antes eram prazerosas;

· Baixa autoestima;

· Pensamentos sobre morte e suicídio;

· Problemas para dormir ou excesso de sono;

· Afastamento dos amigos ou das atividades que antes eram prazerosas;

OBS: O risco de tentativas de suicídio em pessoas com transtorno bipolar é grande. Os pacientes podem abusar do álcool ou de outras substâncias, piorando os sintomas e o risco de suicídio.

OBS: Em alguns casos, as duas fases se sobrepõem. Os sintomas maníacos e depressivos podem ocorrer juntos ou rapidamente um após o outro. Isso recebe o nome de estado misto.

Fatores que podem contribuir para a ocorrência do Transtorno Bipolar:

Para a maioria das pessoas com transtorno bipolar, não existe uma causa evidente para os episódios maníacos ou depressivos. A seguir estão os possíveis desencadeadores de um episódio de mania em pessoas com transtorno bipolar:

· Mudanças na vida, como o nascimento de um bebê;

· Medicamentos, como antidepressivos ou esteroides;

· Períodos de insônia;

· Uso de drogas recreativas;

Tratamento:

Os períodos de depressão e mania voltam a ocorrer na maioria dos pacientes, mesmo sob tratamento. Os principais objetivos do tratamento para transtorno bipolar são:

· Evitar a alternância entre as fases;

· Evitar a necessidade de hospitalização;

· Ajudar o paciente a agir da melhor maneira possível entre os episódios;

· Impedir comportamento autodestrutivo e suicídio;

· Reduzir a gravidade e a frequência dos episódios;

Para isso é indicado que seja feito um acompanhamento medicamentoso e psicoterápico. Durante o processo terapêutico, acontecerá um processo de psicoeducação, podendo ajudar tanto familiares quanto pacientes a lidar com a situação e reduzir as chances de os sintomas retornarem. Além disso, auxiliar no desenvolvimento de habilidades para lidar com os sintomas que se manifestam, mesmo com o uso de medicamentos, aprender a ter um estilo de vida saudável, com sono suficiente e a manter distância das drogas recreativas, a tomar os medicamentos corretamente e a lidar com os efeitos colaterais e a reconhecer o retorno dos sintomas e saber como reagir quando eles ocorrem.

OBS: Dormir uma quantidade suficiente de horas é muito importante no transtorno bipolar. A falta de sono pode desencadear um episódio de mania.

OBS: A terapia pode ser útil durante a fase depressiva.

OBS: Participar de um grupo de apoio pode ajudar os pacientes com transtorno bipolar e seus familiares e amigos.

Para mais informações, entre em contato conosco ou ligue para (41) 3117- 4546 / (41) 99165-4545 e agende sua consulta com nossos especialistas.


Cristiana Almeida
CRP 08/17573

Psicóloga do Espaço Konsenti

Olá , deixe seu comentário para Transtorno Bipolar

Enviando Comentário Fechar :/