Inscrição
Você adicionou a sua lista de inscrição.
Acrescentar outra inscrição! Prosseguir a inscrição!
X

Contato:

Aguarde, enviando contato!

Espaço Konsenti - Clínica de Psicologia, Psiquiatria e Coaching

Rua Alberto Folloni, 1088 | Curitiba | +55 (41) 3117-4546
☰ MENU

Transtorno de Personalidade Borderline

O transtorno de personalidade Borderline (TPB) é um transtorno mental que afeta seriamente a vida da pessoa acometida, causando prejuízos significativos tanto ao sujeito com TPB quanto às pessoas ao seu redor.

|| Por Admin Work Control

|| dia

|| em Blog

Transtorno de Personalidade Borderline

A palavra Borderline é de origem inglesa e quando traduzida significa “limítrofe” e/ou “fronteiriço”, o que acaba por definir as pessoas com esse transtorno: são pessoas que vivem no limite.

O TPB também é conhecido como Transtorno de Personalidade Limítrofe (TPL) e Transtorno Estado-Limite da Personalidade.

O TPB é caracterizado pela dificuldade em regular as emoções (desregulação emocional), raciocínio extremista (“tudo ou nada”), impulsividade e reatividade exacerbada.

Os sujeitos com TPB tem tanto medo de abandono, que acabam fazendo de tudo para manter as pessoas próximas, desde subjugar-se ao outro, até chantagens emocionais e físicas, agressão, e comportamentos autodestrutivos, como uso de álcool e outras drogas, imprudência ao volante, sexo inseguro. Entretanto, esses comportamentos inadequados acabam afastando os outros.

Pessoas com TPB podem experimentar mudanças de humor bruscas e repentinas, apresentando sensação de instabilidade e insegurança. Os sinais e sintomas podem incluir: esforços frenéticos para evitar ser abandonado por amigos e familiares; sentimentos de tédio ou vazio; raiva intensa ou incontrolável, seguido de vergonha e culpa; autoimagem distorcida, afetando o humor, valores, opiniões, objetivos e relacionamentos; intolerância a frustrações, não aceitando críticas ou regras; tendência suicida; etc.

A grande parte dos relacionamentos das pessoas com TPB são instáveis, devido ao alto grau de exigência que essas pessoas demandam, como exigência emocional e atencional. O outro vai sentindo-se sufocado e acaba abandonando facilmente a pessoa com TPB.

A impulsividade e a dificuldade no controle dela são exacerbadas no TPB, podendo levar o sujeito a comportamentos arriscados, como direção perigosa, jogos de azar, consumismo, obsessão por cirurgias plásticas e distúrbios alimentares.

No TPB há uma busca constante de prazer e emoções para diminuir o vazio existencial. Vazio que tentam preencher com relacionamentos, ou seja, tentam preencher seu mundo com o do outro.

A pessoa com TPB pode apresentar outras comorbidades como bipolaridade, depressão, transtornos de ansiedade, transtornos alimentares, transtorno por uso de substâncias, entre outros.

O TPB é coisa séria! Se você conhece ou está convivendo com alguém com TPB, provavelmente se sente como em uma montanha russa emocional. Então, o que você pode fazer? Primeiramente, sugerindo a psicoterapia é uma ótima ideia! Você também pode ajudar oferecendo suporte emocional, paciência e encorajamento. Pode também ajudar a pessoa a redigir um cronograma de atividades e a definir limites. Pode ajudá-la a diminuir a impulsividade, usando distrações como ouvir música ou dar uma caminhada.

Para saber mais sobre o TPB, fique atento ao Ebook que será lançado essa semana.

Para mais informações, entre em contato conosco ou ligue para (41) 3117- 4546 / (41) 99165-4545 e agende sua consulta com nossos especialistas.

Murilo Mello

Olá , deixe seu comentário para Transtorno de Personalidade Borderline

Enviando Comentário Fechar :/